A Organização Não Governamental Coletivo Feminino Plural, que gerencia o Centro de Referência para Mulheres em Situação de Violência Patrícia Esber (CRM), e a Fundação Municipal de Tecnologia da Informação e Comunicação de Canoas (CanoasTec) são parceiras na criação da Plataforma Digital para Gestão dos Dados Patrícia Esber. Trata-se de uma ferramenta para registro de informações dos casos que chegam ao Centro e para a geração de relatórios administrativos. Com isso, poderão ser avaliados os serviços e os procedimentos seguidos pela equipe do CRM, que integra a Rede de Enfrentamento à Violência contra a Mulher de Canoas.

A primeira fase, que possibilita a inserção on-line das informações, está implantada e os atendimentos mais recentes já são registrados digitalmente. O Poder Judiciário Estadual, por meio da Vara de Execuções Criminais do Fórum de Canoas, repassou recursos para o desenvolvimento da Plataforma, estruturada com sugestões da Coordenadoria Municipal da Mulher. A Rede de Canoas é uma das mais importantes do País, reconhecida pela Secretaria Nacional de Políticas para as Mulheres do Ministério da Mulher, Discriminação Racial e Direitos Humanos.

Fonte: Prefeitura Municipal de Canoas